compartilhe
Ela tinha namorado. Eu era um palerma. Ela era apaixonante. Eu era irremediavelmente sem graça. Ela era infinitamente fascinante. Então eu voltei para o meu quarto e desabei no beliche de baixo, pensando que, se as pessoas fossem chuva, eu seria garoa e ela, um furacão.
Quem é você, Alasca? (via pontodluz)
compartilhe
Hoje eu preciso te encontrar de qualquer jeito, nem que seja só pra te levar pra casa, depois de um dia normal. Olhar teus olhos de promessas fáceis, e te beijar a boca de um jeito que te faça rir. Hoje eu preciso te abraçar, sentir teu cheiro de roupa limpa, pra esquecer os meus anseios e dormir em paz. Hoje eu preciso ouvir qualquer palavra tua, qualquer frase exagerada que me faça sentir alegria, em estar vivo. Hoje eu preciso tomar um café, ouvindo você suspirar, me dizendo que eu sou o causador da tua insônia, que eu faço tudo errado sempre, sempre. Hoje preciso de você, com qualquer humor, com qualquer sorriso. Hoje só tua presença, vai me deixar feliz, só hoje.
Jota Quest.  (via pontodluz)
compartilhe
Minha cabeça é um mar cheio de ondas, umas vêm e me derrubam, outras vão e me levam. De vez em quando fica tudo calmo, sereno, é aí que tenho receio. Nada nunca é tranquilo pra mim. Acho que acostumei com isso: um temporal vive aqui dentro. Talvez seja disso que você tem medo, pois tem gente que não gosta de chuva.
Clarissa Corrêa.  (via marachua)
envolvendo-se